Véspera de Páscoa


            Fui atender ao interfone quando me deparei com o jovem me oferecendo os panos de pratos para comprar.

            A bem da verdade, naquela semana, era a segunda pessoa que me oferecia panos de prato com o intuito de ajudar no orçamento.

            _ A senhora não quer comprar? Perguntou o rapaz.
            _ Quanto é? Perguntei.
            _ Dois reais cada.
            _ Você troca R$50,00?
            _ Não dona, porque ainda não conseguir vender nenhum… sabe como é… feriado de Páscoa, tá todo o mundo viajando…
            _ Então está difícil, porque eu até estou precisando trocar o dinheiro para pagar a moça que trabalha aqui. Mas acho que tenho R$5,00. Você pode fazer três panos por R$5,00? Perguntei-lhe.
            _ Se a senhora tiver, faço.
            Eu já estava entrando, quando ele me solicitou:
            _ A senhora pode me arrumar um copo d’água?
            Voltei-me de repente e analisei o rapaz: devia ter uns 18 anos no máximo. Alto, simpático e aparentemente humilde. Imaginei que não comera nada até àquela hora, já se aproximavam das 18 horas. Questionei-lhe:
            _ Você comeu alguma coisa?
            _ Não, dona. Eu saí cedo e como não vendi nada, não tive dinheiro para comer.
            _ Então, entre. Vou lhe arrumar um café.
            Pedi que se assentasse no sofá da sala enquanto lhe preparava um lanche.
            Achei que seria difícil para ele comer no sofá. Permiti que se assentasse à mesa.
            Enquanto saboreava, faminto, o lanche, me perguntou:
            _ A senhora não sabe de alguém que esteja precisando de rapaz para trabalhar? Faço qualquer coisa: serviço de jardinagem, faxina…
            _ No momento, não sei, mas vou perguntar às minhas vizinhas. De vez em quando alguma precisa.
            _ Quantos anos você tem? Perguntei-lhe.
            _ Dezenove.
            _ Você tem irmãos?
            _ Nós somos oito.
            _ Você mora com a sua família?
            _ Moro com a minha mulher e minha filhinha de seis meses. Não tenho pai nem mãe, e, dos meus irmãos, não sei o paradeiro.
            _ Por quê?
            _ Eu morava com meus pais até os meus 10 anos. Meu pai batia muito na gente e na minha mãe, por isso ela separou dele, ficando só com os filhos. Depois ela adoeceu: câncer na mama e como já estava avançado, distribuiu os filhos antes de morrer. Eu fui morar numa fazenda e, lá, fazia todo o tipo de serviço. Mas eu ainda era criança. Não sabia fazer direito, estava aprendendo… e por isso apanhava muito quando fazia errado. Decidi sair e vir morar aqui nesta cidade. Conheci esta senhora que faz os panos de prato. Ela tem uma filha, esta que moro com ela…
            _ A sua mulher trabalha?
            _ Tava trabalhando numa casa, sabe? A dona é até a proprietária do barraco que a gente mora. Mas aí depois de quinze dias de serviço, ela falou que pagaria a minha mulher só R$80,00 por mês. Sabe como é dona, a gente precisa, né? Minha mulher aceitou, não tinha jeito mesmo. Só que quando venceu o mês, a dona não pagou nada. Então eu pedi a ela que ficasse por conta do aluguel. Ela acabou concordando. Na verdade a gente precisava do dinheiro: comprar leite e comida para a criança, principalmente. Mas o teto também é muito importante e não íamos ter dinheiro para pagar o aluguel mesmo! Acabou que, pelo menos dele, ficamos livres naquele mês. Aliás, se a senhora souber de emprego para minha mulher também, eu agradeceria.
            _ Onde você mora?
            _ Na Saudade.
            _ Nossa! É bem longe daqui…
            _ Mas eu durmo no emprego, dona. Deixo para ir lá no final de semana.
            _ E a sua esposa?
            _ Ela também pode dormir.            _ Mas e o neném?
            _ A mãe dela cuida, dona. Nós precisamos trabalhar e, se for desse jeito, não tem problema. Tá muito difícil arrumar emprego. As pessoas desconfiam da nossa honestidade, e com razão: o mundo está muito violento. Até provarmos que somos honestos, precisamos ter chance e esta chance, ninguém dá. Não posso escolher, não. Faço do jeito que for melhor pra pessoa. Preciso é trabalhar para comer e dar de comer à minha filhinha.
            _ Está bem. Vou fazer uns contatos com as vizinhas e ver se alguém está precisando. Deixo o meu telefone com você e você me liga daqui dois dias, certo?
          _ Muito obrigado, dona. Jesus abençoe o seu lar. Obrigado pelo café. Fique com Deus e feliz Páscoa!
            _ Feliz Páscoa para você também, respondi.
            Paguei-lhe os panos de prato e o acompanhei até a porta.
            Fiquei imaginando como não se marginalizara até hoje; sem família, sem dinheiro, e concluí que ainda lhe restava a esperança, o renascimento… Era véspera de Páscoa!

20.605 thoughts on “Véspera de Páscoa

  1. Hey there! This is kind of off topic but I need some guidance from an established blog.
    Is it tough to set up your own blog? I’m not very techincal but I can figure things out pretty quick.
    I’m thinking about making my own but I’m not sure where to start.
    Do you have any tips or suggestions? With thanks

  2. Yesterday, while I was at work, my sister stole my
    iphone and tested to see if it can survive a 40 foot
    drop, just so she can be a youtube sensation. My iPad is now broken and
    she has 83 views. I know this is totally off topic but I had
    to share it with someone!

  3. My brother suggested I might like this blog. He was entirely
    right. This post truly made my day. You can not imagine just how much time I had spent for this information!
    Thanks!

  4. You are so interesting! I do not believe I’ve truly read a single thing like this before. So nice to find somebody with a few unique thoughts on this topic. Really.. many thanks for starting this up. This website is something that is needed on the web, someone with a bit of originality!

  5. Iím amazed, I have to admit. Seldom do I come across a blog thatís both equally educative and engaging, and let me tell you, you’ve hit the nail on the head. The problem is something too few people are speaking intelligently about. Now i’m very happy that I came across this in my search for something regarding this.

  6. After checking out a handful of the blog articles on your web site, I seriously appreciate your
    way of writing a blog. I book-marked it to my bookmark site list and will be checking back in the near future.
    Please visit my web site too and tell me your opinion.

  7. Iím amazed, I must say. Seldom do I come across a blog thatís equally educative and engaging, and without a doubt, you’ve hit the nail on the head. The problem is something not enough folks are speaking intelligently about. I’m very happy I came across this in my search for something regarding this.

  8. Thanks for your personal marvelous posting!
    I definitely enjoyed reading it, you are a great author.I will always bookmark your
    blog and will come back sometime soon. I want to encourage you to continue your great writing,
    have a nice weekend!

  9. Hi there! I know this is kinda off topic nevertheless I’d figured I’d ask.

    Would you be interested in trading links or maybe guest writing a
    blog article or vice-versa? My site discusses
    a lot of the same topics as yours and I think we could greatly benefit from each other.
    If you might be interested feel free to send me an email.

    I look forward to hearing from you! Great blog by the way!

  10. A fascinating discussion is worth comment. I do think that you need to publish more about this issue, it might not be a taboo subject but typically people do not talk about these subjects. To the next! Best wishes!!

  11. Nice post. I learn something totally new and challenging on websites I stumbleupon on a daily basis. It will always be useful to read through articles from other authors and practice a little something from other sites.

  12. Thank you, I have just been searching for information about this subject for a long time and yours is the greatest I have came upon so far.
    However, what concerning the bottom line? Are you sure about the source?

  13. I truly love your site.. Pleasant colors & theme. Did you create this site yourself? Please reply back as Iím planning to create my very own website and want to learn where you got this from or what the theme is named. Thanks!

  14. Woah! I’m really enjoying the template/theme of this site.

    It’s simple, yet effective. A lot of times it’s hard to get that “perfect balance” between user friendliness and visual appearance.
    I must say you’ve done a fantastic job with this. In addition,
    the blog loads extremely quick for me on Firefox. Exceptional Blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Website