Dia da poesia – 14 de março

            Há quem faça da vida uma constante poesia. É o caso dos sonhadores por exemplo. E há quem faça da poesia uma constante na vida. Esses são os poetas, também sonhadores, que buscam, por meio da arte de poetar, retratar seus anseios e os alheios, ou mesmo trabalhar a palavra nas metáforas, jogo de sons, rimas, recursos visuais e tantas outras maravilhas que compõem, hoje, o que chamamos de universo poético.

            O poeta é um ser inquieto. Inquieto com tudo que o circunda. Incomoda-o a injustiça social, a violência mundial, a política descomunal… Por isso, ele canta, não só as suas dores, os seus clamores, como também os do mundo e, dessa forma, o poeta encanta.
            O poeta é um lutador. Luta com as palavras que muitas vezes o atropela, na ânsia por aquela que melhor reflete a sua verdade. “Lutar com palavras/ é a luta mais vã/ entanto lutamos/ mal rompe a manhã”… Carlos Drummond de Andrade.
            Não é necessário ser poeta para perceber a existência da poesia nas coisas, nas pessoas, no tempo… A poesia está relacionada à emoção, embora, João Cabral de Mello Neto, considerado um poeta seco, ter dito que não precisava e nem achava necessária a emoção para compor seus poemas.
Para entender o poeta é necessário ter olhos de poeta: “Quando um leitor diz ao poeta que não entendeu o que ele quis dizer com o seu poema, é porque um dos dois é burro”. Mário Quintana.
            Por isso, o poeta também “é um fingidor. / Finge tão completamente/ que chega a fingir que é dor/ a dor que, deveras, sente”. Fernando Pessoa.
 Alguns poetas têm uma fonte de inspiração peculiar. Augusto dos Anjos, por exemplo, tornou-se conhecido como o poeta que cantava a morte, a degradação do ser humano como corpo que apodrece com o fim da existência; já, Carlos Drummond de Andrade se firmou como o poeta que cantava a vida, as coisas, a pedra, o urbano.
            A trajetória do ser humano é composta de emoções, por isso, nossa vida é uma constante poesia encontrada na música, nas artes, nos acontecimentos alegres e tristes que nos rodeiam.
            Observem uma mulher grávida. Ela difere de uma mulher gorda. A barriga de uma gestante nos emociona pelo seu interior. Assim também é com a poesia. É preciso ver a essência.
            Enfim, seja lírico, sonetista, modernista, concretista, cordelista ou trovador, o poeta é multifacetado e consegue fazer da palavra uma obra de arte e, da poesia, o ar que ele respira.
            “Se o poeta é o que sonha o que vai ser real,
          bom sonhar coisas boas que o homem faz
         e esperar pelos frutos no quintal.”(Coração Civil – Milton Nascimento e Fernando Brant)
            E viva a poesia!

12.490 thoughts on “Dia da poesia – 14 de março

  1. An intriguing discussion is worth comment. I think that you need to write more on this subject, it might not be a taboo subject but typically people do not speak about such topics. To the next! Kind regards!!

  2. You’re so awesome! I don’t believe I have read a single thing like that before. So great to find someone with some original thoughts on this topic. Really.. thank you for starting this up. This website is something that is needed on the internet, someone with a little originality!

  3. I’m often to blogging and i really appreciate your content. The article has actually peaks my interest. I’m going to bookmark your web site and maintain checking for brand spanking new information.

  4. This is really interesting, You’re a very skilled blogger. I’ve joined your feed and look forward to seeking more of your magnificent post. Also, I’ve shared your site in my social networks!

  5. I like what you guys are up too. Such clever work and reporting! Carry on the superb works guys I’ve incorporated you guys to my blogroll. I think it will improve the value of my website :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Website