Fernando Brant – Um coração aberto!

              “Casa Aberta” é o nome do livro do compositor e cronista Fernando Brant, falecido em 12/6/2015, Dia dos Namorados. Duas coincidências – para quem acredita nelas –, ou dois mistérios – para os que neles acreditam. O título “Casa Aberta” é uma coletânea de crônicas do Fernando, publicadas no Caderno Cultura do Jornal Estado de Minas. A capa do livro (Sebastião Nunes) é ilustrada com várias chaves e, na minha leitura, indica que, sendo a “casa” de Fernando, “aberta”, qualquer chave poderá abri-la.

            Conhecia Fernando Brant por meio das letras de suas canções que tanto me marcaram. Porém, nunca conversei com ele. Vi-o em 2010, na Casa dos Contos, entre amigos, recebendo o escritor português Cunha de Leiradella que visitava o Brasil, e, depois, em 2012, no “Bate-papo com o leitor” na Academia Mineira de letras, onde adquiri seu livro. Mas conhecia a alma dele pelas letras de músicas, crônicas e pelas respostas às minhas mensagens. Fato não muito comum com escritores e artistas que, às vezes, só respondem quando os elogiamos. Mas Fernando não se restringia a isso. Independentemente da mensagem, elogio, comentário sobre a crônica, ou outro assunto, ele nunca ignorou o leitor.  Guardo com carinho várias respostas gentis desse homem que tinha um coração aberto. Sem estrelismo, tinha com qualquer ser humano (e por que não dizer, com tudo que é vivo: plantas, animais…) um respeito profundo por tudo que exalava vida. Fernando fez de suas palavras sua vida. Coerente com o que pensava, o que falava, o que escrevia e o que vivia.
            Dentre as suas virtudes, talvez esta seja a maior: a simplicidade. Nivelava as pessoas. Um homem de coração aberto.
            No dia em que se comemora o amor, Fernando se despede deste mundo. Ele cantou o amor em todas as suas acepções: de casal, de família, de amigos, de avô, retratados no livro “Casa Aberta”, Edições Dubolsinho, 2011.
            Numa época em que a literatura enaltece a violência e o sexo, tornando-nos cada vez mais pobres literariamente, ter e ler “Casa Aberta” é guardar eternamente as palavras de quem era o que pensava, o que vivia.
            A crônica “Domingo dos Pais”, página 19, talvez resuma aquilo que Fernando Brant gostaria de dizer a todos quando partiu:
            “… e eu fico imaginando palavras que consolem os que estão desconsolados. O que vale mesmo é o abraço e o carinho que recebemos e que guardamos para todos os nossos dias. O que vale é andarmos juntos, descobrir os que nos são afins e aproveitar ao máximo a companhia, a amizade e o amor.
            Meu pai tinha uma predileção especial por uma canção nossa, “Vida”: ‘o amor bateu na porta/e eu de dentro respondi/minha casa é aberta/pode entrar, estou aqui/ o rio passava seus peixes/ no fundo de meu quintal/ meu pai me olhava sorrindo/ minha mãe e meus irmãos/ o amor bateu de novo/ e eu de novo respondi/ entra que a casa é sua/ eu só quero ser feliz/ a lua trazia no vento/ meus filhos e minha mulher/ amigos chegavam dizendo/ que a vida é isso aí.’
            Que, na eternidade, estejam todas as portas abertas para você, Fernando!

 

7.469 thoughts on “Fernando Brant – Um coração aberto!

  1. Iím amazed, I must say. Rarely do I come across a blog thatís both equally educative and entertaining, and let me tell you, you have hit the nail on the head. The problem is something that not enough people are speaking intelligently about. I’m very happy that I came across this in my hunt for something regarding this.

  2. Right here is the perfect blog for everyone who hopes to understand this topic. You understand a whole lot its almost tough to argue with you (not that I actually will need toÖHaHa). You certainly put a new spin on a subject which has been written about for years. Great stuff, just wonderful!

  3. My coder is trying to persuade me to move to .net from PHP. I have always disliked the idea because of the expenses. But he’s tryiong none the less. I’ve been using WordPress on various websites for about a year and am worried about switching to another platform. I have heard good things about blogengine.net. Is there a way I can import all my wordpress posts into it? Any help would be really appreciated!

  4. I’m very happy to discover this great site. I need to to thank you for your time just for this fantastic read!! I definitely savored every bit of it and I have you bookmarked to see new information in your website.

  5. Woah! I’m really digging the template/theme of this site. It’s simple, yet effective. A lot of times it’s very hard to get that “perfect balance” between superb usability and appearance. I must say you’ve done a awesome job with this. Also, the blog loads extremely fast for me on Chrome. Excellent Blog!

  6. Having read this I thought it was extremely informative. I appreciate you taking the time and effort to put this short article together. I once again find myself spending a significant amount of time both reading and leaving comments. But so what, it was still worth it!|

  7. After exploring a handful of the blog posts on your web page, I truly like your way of writing a blog. I book-marked it to my bookmark website list and will be checking back in the near future. Please check out my web site as well and let me know how you feel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Website