“A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida.”

 

Às vezes, questiono-me por que escolhi o Direito como profissão. Seria para enfatizar o que é certo? Mas o que é o certo? Para fazer justiça? Mas o que é, realmente, justo?

Perco-me nas respostas e sigo, todos os dias, para a universidade e, depois, para o estágio que faço com adolescentes infratores. Lá, esses conceitos me desconsertam, desestruturam toda a estrutura pragmática armada para me convencer, para, talvez, me endurecer…

Charles é um jovem alegre, carismático, de bem com a vida, apesar de a vida ter virado a cara para ele desde cedo. Está com 15 anos, e recolhido por tentativa de homicídio. As palavras que usa em sua defesa têm peso, firmeza, olhos de justiça imediata, que não pôde ser adiada. Talvez, daí venha a sua certeza de que o futuro há de beneficiá-lo. Então, sorri, brinca até quando o assunto é muito sério. Até a juíza já perdeu o juízo na sua frente, ao não conseguir domar o riso…

Fico pensando se o nome Charles possa ter alguma relação com charlatanismo, mas os olhos de Charles desmentem. Ele é dono de alegria espontânea, sem ironia.

Digo-lhe que há um pedido de pensão alimentícia da sua mãe, movido contra o seu pai.

Nessa hora, seu sorriso é envergonhado e triste. Não conhece o pai. Ele nunca o reconheceu como filho, “mas a mãe jura de pé junto que ele é meu pai. E eu confio nela. Nela, vou confiar sempre. Tudo que sou devo a ela e, se estou aqui, é porque perdi a cabeça para não perdê-la. Queriam tirá-la de mim, mandá-la para o “outro mundo”. Quiseram encurtar o espaço de vida que a minha mãe ocupava, e aí cheguei à conclusão de que eles é que estavam sobrando aqui no mundo. Não servem para nada mesmo! Covardia pura. Tive de defendê-la, afinal, sou homem, sou forte, e bater na minha mãe, em mulher, ainda mais, frágil como ela, não há justiça que vai me convencer de que agi errado… E o homem que ela diz que é meu pai, não é da mesma massa que nós, não. Ela era funcionária dele. Falam muito de assédio. Se isso quer dizer aproveitar-se de mulher pobre, ingênua, e serviçal, acho que ele fez isso. Então, ela está certa. Trabalha feito burro de carga desde menina, sem médico, saúde ruim, já passou da hora de ele ajudar ela…”

Naquele espaço, também havia crianças/adultos. Crianças, pela faixa etária, mas, ao mesmo tempo, adultos, pelos crimes hediondos que praticaram.

Alguns pareciam que tinham a maldade no sangue. Mataram por motivos fúteis, pelo simples prazer de matar.

Dois anos depois, acabei o meu curso.

Atualmente, trabalho no Fórum. Encaminho os intimados à sala do juiz.

De posse de uma intimação, adentro o corredor repleto de pessoas. Leio o nome em voz alta. Do meio do corredor, vem, em minha direção, um homem de estatura mediana, aparentando 50 anos. À medida que ele se aproxima, algo indefinido se move dentro de mim. O seu andar, o jeito de jogar os braços, e, quando chega à minha frente, seus olhos me paralisam. Entro em transe e, busco, no fundo da minha memória, algo que o identifica, ao mesmo tempo, que murmuro para mim: “eu conheço este homem. Não sei de onde, mas sinto que o conheço.”

Leio o seu nome que não me remete a ninguém, e ele confirma.

Porém, ao ouvir a sua voz, um nome me chega aos lábios: Charles!

Confiro a intimação: ele está ali para ser submetido a um exame de reconhecimento de paternidade, e, apesar de eu não ser especialista no assunto, posso afirmar que o exame que estou fazendo agora, ao observar o físico, os gestos, a voz e os mesmos olhos, não suscita nenhuma dúvida: ele é o pai de Charles.

Então, antes de ele entrar, relato a ele o meu encontro com seu filho. Abismado, o que, antes, para ele, era absurdo, inacreditável, inaceitável, vai amolecendo o seu rosto, e, surge aquele sorriso, banhado em lágrimas, de contentamento. O idêntico sorriso de Charles, e ele se entusiasma: “quero sim, conhecê-lo e reconhecê-lo”.

Mas a vida é esperta, e, como dizia Guimarães Rosa, “viver é perigoso”, e o nosso saudoso poetinha, Vinícius de Moraes, “A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”, defronte a porta da sala do juiz, antes de eu abrir a maçaneta, chega esbaforido um colega, de posse de um documento, confirmando o nome e a ação, ao mesmo tempo que informa o cancelamento da sessão. Motivo: o menor, Charles, faleceu!

E, então, o pranto desce da face do pai de Charles, confirmando, que, agora, a vida virou-lhe a cara…

E eu, em meio a tantas incertezas durante o curso, confirmo que o meu encontro com Charles foi somente para, posteriormente, afirmar ao pai que ele era seu filho. Sem processo, sem exames, sem provas… A justiça lenta, demorada, não cumpriria o seu papel em tempo hábil. E as palavras de Charles se repetem em minha mente: “olhos de justiça imediata, que não pôde ser adiada”. Não fosse o nosso encontro, o pai, jamais, saberia, nem sentiria, ao mesmo tempo, o prazer e a dor de ter sido pai.

11.988 thoughts on ““A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida.”

  1. I like the valuable info you provide for your articles. I’ll bookmark your blog and test once more right here regularly. I am rather certain I’ll be told many new stuff proper right here! Good luck for the following!|

  2. Pretty nice post. I just stumbled upon your blog and wanted to say that I’ve truly enjoyed browsing your blog posts. In any case I’ll be subscribing to your feed and I hope you write again soon!|

  3. Wow, wonderful blog layout! How long have you been blogging for? you made blogging look easy. The overall look of your site is great, as well as the content!|

  4. I like the valuable information you provide on your articles. I’ll bookmark your blog and test once more here frequently. I’m quite certain I will be told many new stuff proper here! Best of luck for the next!

  5. Its such as you learn my mind! You appear to grasp so much approximately this, like you wrote the e book in it or something. I believe that you just can do with a few percent to pressure the message house a little bit, however other than that, this is wonderful blog. An excellent read. I’ll certainly be back.|

  6. I feel this is among the so much significant information for me. And i am happy reading your article. However want to remark on few common things, The web site style is great, the articles is in reality excellent : D. Just right process, cheers|

  7. An outstanding share! I have just forwarded this onto a friend who has been conducting a little research on this. And he actually bought me lunch simply because I found it for him… lol. So let me reword this…. Thanks for the meal!! But yeah, thanx for spending the time to talk about this topic here on your website.

  8. excellent issues altogether, you just gained a new reader. What might you suggest in regards to your submit that you simply made some days ago? Any sure?|

  9. Hi there! This post could not be written any better! Reading through this post reminds me of my previous roommate! He constantly kept preaching about this. I most certainly will send this information to him. Pretty sure he will have a great read. Thanks for sharing!

  10. This is the right blog for everyone who hopes to understand this topic. You know so much its almost tough to argue with you (not that I really would want toÖHaHa). You certainly put a fresh spin on a subject that has been written about for years. Great stuff, just excellent!

  11. My brother suggested I might like this blog. He was entirely right. This post actually made my day. You can not imagine just how much time I had spent for this info! Thanks!|

  12. Hi there! I could have sworn Iíve visited this site before but after browsing through a few of the articles I realized itís new to me. Anyways, Iím definitely pleased I came across it and Iíll be bookmarking it and checking back frequently!

  13. Greetings, I do believe your blog may be having web browser compatibility issues. When I look at your blog in Safari, it looks fine however, if opening in Internet Explorer, it’s got some overlapping issues. I just wanted to provide you with a quick heads up! Besides that, great website!

  14. May I simply say what a comfort to uncover someone that truly knows what they are discussing on the web. You definitely understand how to bring an issue to light and make it important. More and more people need to look at this and understand this side of your story. I was surprised that you aren’t more popular since you surely have the gift.

  15. Every weekend i used to pay a quick visit this web site, for the reason that i wish for enjoyment, as this this web site conations truly good funny material too.|

  16. Howdy are using WordPress for your blog platform? I’m new to the blog world but I’m trying to get started and set up my own. Do you need any coding knowledge to make your own blog? Any help would be greatly appreciated!

  17. Oh my goodness! Incredible article dude! Many thanks, However I am experiencing problems with your RSS. I donít know the reason why I cannot subscribe to it. Is there anybody else having similar RSS issues? Anyone that knows the solution can you kindly respond? Thanks!!

  18. I was pretty pleased to discover this web site. I wanted to thank you for your time for this wonderful read!! I definitely savored every little bit of it and i also have you bookmarked to check out new information in your blog.

  19. Hello there, I do think your site could possibly be having browser compatibility issues. When I look at your blog in Safari, it looks fine but when opening in Internet Explorer, it’s got some overlapping issues. I merely wanted to give you a quick heads up! Aside from that, great website!

  20. I truly love your website.. Excellent colors & theme. Did you make this amazing site yourself? Please reply back as Iím planning to create my own personal website and would love to know where you got this from or exactly what the theme is called. Cheers!

  21. I must thank you for the efforts you have put in penning this blog. I am hoping to check out the same high-grade blog posts by you later on as well. In fact, your creative writing abilities has motivated me to get my very own site now 😉

  22. With havin so much content and articles do you ever run into any problems of plagorism or copyright violation? My blog has a lot of completely unique content I’ve either authored myself or outsourced but it looks like a lot of it is popping it up all over the internet without my agreement. Do you know any techniques to help prevent content from being stolen? I’d genuinely appreciate it.|

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Website