Eu e Florbela

Venha cá, Florbela,

vamos conversar.

De onde você tirou estes versos

tão amargos, tão tristes e tão fortes?

Como sabe você,

que ando perdida, que não tenho norte,

que sou a irmã do sonho e desta sorte,

e que sou a crucificada, a dolorida?

Sombra de névoa tênue e esvaecida,

que o destino impele brutalmente

para a morte?

Que sou aquela que passa

e ninguém vê,

que sou a que chamam sem o ser

e a que chora sem saber por quê?

Você acertou, porque

sou, sim, a visão

que alguém sonhou.

Alguém que veio ao mundo pra me ver,

mas que NUNCA na vida me encontrou!

 

(Versos do soneto “EU”, da saudosa poeta portuguesa Florbela Espanca)

16.796 thoughts on “Eu e Florbela

  1. Iím impressed, I have to admit. Seldom do I encounter a blog thatís both equally educative and amusing, and let me tell you, you’ve hit the nail on the head. The issue is something not enough people are speaking intelligently about. I am very happy I stumbled across this in my hunt for something relating to this.

  2. When I originally left a comment I seem to have clicked the -Notify me when new comments are added- checkbox and now whenever a comment is added I get 4 emails with the same comment. Is there a means you are able to remove me from that service? Thank you!

Deixe uma resposta para 광주출장 Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Website